quarta-feira, maio 23, 2012

Princípios Essenciais do Design de Interação: (5/5) - Retorno

Transmita aos utilizadores a aceitação de uma interação e proporcione informação sobre:
  • Localização
  • Estado ou progresso
  • Eventos futuros ou possibilidades
  • Completude ou fecho.
É importante que isto se faça sem interromper a experiência ou as ações do utilizador. O retorno deve complementar a experiência e não complicá-la.

Cada interação deve produzir uma reação percetível e compreensível. Faça saber que os comandos dos utilizadores foram compreendidos e executados.

Devem validar-se as interações. Falhar na validação das interações pode levar a repetições desnecessárias e a possíveis erros ou enganos.

Deve-se, por exemplo, permitir fazer undo para reverter as escolhas ou corrigir enganos. Os enganos são escolhas incorretas mas nem sempre significam erros para o sistema em causa e, por isso, podem não ser percebidos como tal.

Adaptado de Adobe TV: Classroom: Five Essential Principles of Interaction Design.

quinta-feira, maio 10, 2012

Princípios Essenciais do Design de Interação (4/5) - Previsibilidade

Para minimizar a confusão e a frustração dos utilizadores, deve-se comunicar previamente (implícita ou explicitamente) o que acontece depois de uma interação.

O comportamento do visitante pode revelar se pode ou não prever precisamente o que vai acontecer a seguir a uma interação:

  • Quando não sabem o que podem fazer ou o que irá acontecer, irão tentar interagir com qualquer coisa que pareça clicável;
  • Quando sabem o que podem fazer e sabem o que irá acontecer, irão interagir apenas com o que é necessário para completarem a tarefa e atingirem o seu objetivo.
Os padrões diferem quando se trata de um jogo, exploração ou cumprir uma tarefa. Por exemplo, no caso de um jogo, ser previsível pode não ser uma coisa boa.

Podem usar-se pré-visualizações para estipular as expetativas e definir as restrições ao nível das interações novas ou complexas. Pode, por exemplo, mostrar-se o que é possível ser feito na aplicação enquanto a interface carrega ou apresentar uma vista de alto nível do sistema organizacional ou estrutura.

As etiquetas, instruções, ícones e imagens devem ser usados para estipular as expetativas:
  • Do que se pode fazer;
  • Do que vai acontecer;
  • Para onde irá o visitante;
  • Como o interface irá responder.
A previsibilidade melhora assim a experiência do utilizador, na medida em que aquilo que este aprendeu previamente pode ser aplicado em futuras interações.
Adaptado de Adobe TV: Classroom: Five Essential Principles of Interaction Design.


Festival Eurovisão da Canção 2017

Desta vez é um comentário a posteriori , até porque assim se torna mais fácil fazer prognósticos. Comecemos pelo concurso interno portuguê...