terça-feira, outubro 25, 2011

Princípios Essenciais do Design de Interação: (3/5) - Apreensibilidade

Os conteúdos e as interações devem fazer sentido, sem serem ambíguos. Só assim se proporciona ao utilizador o rápido entendimento das páginas e uma boa repetição da sua experiência adquirida (lembremo-nos que os utilizadores empregam toda a experiência que têm de outros sítios Web quando visitam um novo sítio; gorar essa experiência é o mesmo que proporcionar um sentimento de frustração ao utilizador).

As interações com as páginas Web deverão ser fáceis de aprender e fáceis de lembrar. Idealmente, após utilizarmos algumas vezes uma dada página Web, deveríamos aprender, sem esforço, o seu modo de funcionamento e lembrarmo-nos desses conhecimentos adquiridos numa futura visita.

As teorias de aprendizagem da psicologia podem ajudar-nos a perceber melhor como as pessoas apreendem e retêm os conhecimentos e as capacidades.

Condicionamento operante

Obter uma recompensa ou um retorno positivo aumenta a probabilidade das pessoas optarem novamente pelo mesmo comportamento. Obter um "castigo" ou fazer um erro diminui a probabilidade das pessoas repetirem o comportamento.

Aprendizagem por observação

Consiste em ver outra pessoa a demonstrar o comportamento e depois imitar ou repetir o que foi visto. Os tutoriais em vídeo são um bom exemplo da aprendizagem por observação.

A apreensibilidade é muitas vezes equacionada com a "facilidade de utilização" mas mesmo interfaces que são fáceis de usar podem requerer alguma aprendizagem. Quanto mais usarmos um interface (e quanto mais o apreendemos) mais fácil se tornará. A prática conduz a hábitos e uma longa prática conduz a automatismos.

Intuitivo significa verdadeiramente aprender com uma tentativa.

As pessoas aprendem os seus comportamentos de várias formas: experiências na Web, dispositivos e mesmo de lugares e objetos da realidade.

Dá-se uma transferência da aprendizagem quando pegamos nas nossas experiências pessoais e tentamos aplicá-las a situações semelhantes. Um exemplo desta transferência da aprendizagem são as ações percecionadas: quando as ações de objetos reais são representadas metaforicamente ou analogamente no seu formato digital (exemplo: botões de formulários).

Numa frase, a apreensibilidade significa tomar vantagem da experiência do utilizador.

Adaptado de Adobe TV: Classroom: Five Essential Principles of Interaction Design.

Festival Eurovisão da Canção 2017

Desta vez é um comentário a posteriori , até porque assim se torna mais fácil fazer prognósticos. Comecemos pelo concurso interno portuguê...