quinta-feira, outubro 30, 2008

O quarto segredo de Fátima?

Pois é...

Todos pensávamos que haviam só três segredos de Fátima. Mas, afinal, há um quarto segredo de Fátima, muito bem guardado todo este tempo, mas que eu vos revelo AQUI... em primeira mão.

(rufar de tambores)

O quarto segredo de Fátima diz mais ou menos isto:

"Irei enviar uma Ministra da Educação com nome religioso, do estilo Maria de Lurdes como na aparição, que irá melhorar estupendamente e no espaço de um ano, as médias dos exames de matemática nas escolas".

Dados reais, transmitidos ontem pela SIC:
  • Em 2007, 15 escolas tiveram média no exame de matemática superior a 15 valores. Em 2008, passaram para 125.
  • Em 2007, 27 escolas tiveram média no exame de matemática superior a 14 valores. Em 2008, passaram para 236.
  • Em 2007, 220 escolas tiveram média negativa no exame de matemática. Em 2008, passaram para 28.
  • Entre 2001 e 2007, apenas 2 escolas conseguiram manter uma média superior a 12 no exame de matemática. Em 2008, 457 escolas tiveram média superior a 12.

Melhoram-se os números mas piora-se a qualidade de ensino e os profissionais de amanhã. Que espírito estamos a incutir nos estudantes de hoje? Não estudes até ao 9º ano! Passas sempre, quer saibas quer não! E se um professor te ameaçar com uma reprovação, lembra-lhe que ele é avaliado pela negativa ser der "chumbos". Não queres estudar a partir do 9º ano até ao 12º? Também não há problema! Candidata-te às "Novas Oportunidades"! Só tens de aparecer às aulas, pagam-te por isso e não fazes testes nenhuns! Queres fazer a universidade sem estudares? Não há problema! Em breve, aparecerá uma Maria de Lurdes no Ensino Superior para facilitar as coisas também!

Bora lá melhorar o grau de literacia e os rankings em pouco tempo em Portugal? Bora lá colocar os professores a preencherem toneladas de papelada sem nexo e passar os alunos de qualquer maneira? Bora lá fazer com que os professores desiludidos com o actual estado das coisas se reformem antecipadamente às centenas todos os meses e com isso poupar uns cobres ao estado? Bora lá criar um país de bestas literadas que abanam a cabecinha a tudo o que se lhes diz e podem ser facilmente moldáveis? Bora lá implementar uma ditadura do século 21 baseado em maiorias absolutas? Bute!

Mas, permitam-me que cite o grande José Régio:

Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

Ah! E Srª Dona Maria de Lurdes... vá para AQUI!

sexta-feira, outubro 03, 2008

Adeus Multinho!

Não se faz...

25 anos (1/4 de século) a conviver com alguém e fazem-lhe isto!


Para quem não sabia... o simpático boneco verde do Multibanco chamava-se Multinho! Posso dizer que o conheço desde sempre. Hoje, quando fui a uma caixa multibanco, ele já lá não estava. Foi-se embora, e possivelmente para sempre. Fiquei com uma sensação de perda. Como se uma parte do meu mundo tivesse desabado.

E agora perguntam vocês: e quem o veio substituir? O NOVO MULTINHO!

Bem giro, não? Bastante giro até, se tiver sido desenhado por uma criancita da primária.

Se haviam dificuldades com o possível crash das bolsas mundiais, com a escalada das taxas de juro, e com o pandemónio instalado em praticamente todos os mercados financeiros, a partir de agora as coisas só podem piorar.

O bonequinho do multibanco fugiu e deixou-nos esta simpática besta cujo olhar nos transmite a profundidade de pensamento de uma lesma. Os braços no ar com que nos saúda, quase faz parecer que lhe estamos a roubar dinheiro. Talvez um sentimento recalcado por parte dos bancos, com medo que os seus clientes prefiram antes o velho colchão para guardar as suas economias ao vislumbrarem a crise na banca.

Do paleio dos criativos tira-se: "Uma das grandes motivações que tivemos foi a linguagem gráfica que criámos, de uma grande simplicidade, daquilo que também hoje a tecnologia representa. A tecnologia é simplicidade, conveniência e interactividade, e foi isso que tentámos desenvolver para a linguagem gráfica tanto da marca SIBS como da marca Multibanco".

Acho que neste caso confundiram simplicidade com infantilidade.

Tirando o boneco, notam-se algumas preocupações do ponto de vista da acessibilidade mas que, quanto a mim, não resultaram. As letras brancas sobre fundo negro produzem um maior contraste mas, por outro lado, a letra utilizada é demasiado fina. Com toda a certeza, algumas pessoas com problemas ao nível da visão terão dificuldades em ler o que está no ecrã.

Festival Eurovisão da Canção 2017

Desta vez é um comentário a posteriori , até porque assim se torna mais fácil fazer prognósticos. Comecemos pelo concurso interno portuguê...