quarta-feira, novembro 18, 2009

Tecnologia: agimos de acordo com a nossa idade

É esta a afirmação de Susan Weinschenk no seu último post. Estabelece também três grupos distintos de pessoas: Geração Milénio (nascidos entre 1982 e 2002), Geração X (nascidos entre 1961 e 1981) e Geração "Boomers" (de "Baby Boom") (nascidos entre 1943 e 1961).

Dualismo versus Obiquidade
Os Boomers pensam que a tecnologia é uma coisa à parte. Eles "vão para" a Internet. Eles "fazem uma chamada no telemóvel". Eles procuram alguma coisa "no computador". Por outras palavras: distinguem a tarefa da ferramenta que utilizam. Os Milénio não têm este dualismo ou separação. Eles procuram alguma coisa (claro que o fazem no computador... porque é que deveriam dizer isso se é tão óbvio?). Eles fazem uma chamada ou enviam um SMS... a tecnologia está implícita e assumida.

Estaremos a ser encurralados pela tecnologia?
Os X vivem a sua vida com a tecnologia. Trabalham com ela e usam-na para serem mais produtivos. Gostam de adaptá-la e personalizá-la. Os X são de facto aqueles que estão mais apaixonados pela tecnologia mas, ao mesmo tempo, sentem-se encurralados por ela. Os Boomers lembram-se da vida sem ela, por isso podem usá-la e ficarem viciados nela como toda a gente mas podem também, mais facilmente, verem-se livres dela. Os Milénio integraram todas as tecnologias nas suas vidas mas serão aqueles que dirão "precisamos de falar mais e deixar de enviar tantos SMS" ou "as pessoas estão a esquecer-se de como falar entre elas" ou "eu não uso email... é uma confusão e é demasiado impessoal... se precisar de comunicar com alguém, telefono-lhes ou envio um SMS ou utilizo o Facebook".

Ninguém gosta de fontes pequenas
Por vezes somos levados a pensar que só necessitaremos de fontes maiores se a nossa audiência for constituída principalmente por Boomers. Na realidade, todas as gerações estão de acordo quando dizem que o texto na internet é, por vezes, demasiado pequeno.

Gostam de coisas que façam scroll?
Os Boomers não gostam de coisas que se mexam ou que façam scroll numa página, como os banners que vão mudando. Eles REALMENTE não gostam disto e pode ser um dos motivos que os levam a abandorar um determinado site. Os X dão-se bem com estas animações e os Milénio aborrecem-se sem elas.

Interessante e Divertido
Os Milénio esperam que os websites sejam pelo menos interessantes se não mesmo divertidos. Os X e os Boomers estão dispostos a trocar o divertimento pela adaptabilidade (X) e pelas suas ferramentas úteis (Boomers).

Twitter e Facebook
Os X adoram o Twitter. Os Milénio preferem o Facebook. Os Boomer estão a tentar utilizar os dois mas ainda estão um pouco perplexos.

Os da Geração X estão em desvantagem numérica
A geração Boomer é enorme (78 milhões nos EUA). Os Milénio são um grupo ainda maior (80 milhões nos EUA). Os X são um grupo bastante mais pequeno (55 milhões nos EUA).

Os da Geração X têm de se precaver contra a tendência do design
Se você for um X, tem de ser bastante cauteloso. Os X estão a fazer a maior parte do design de websites, mas a maior parte da audiência não é constituída por X (tendo em conta os números acima, os X são apenas 25%)! Terão de garantir que não estão a fazer design para eles próprios e terão que testar o seu design com diferentes gerações.

Os da Geração Milénio são mais influenciados pelo factor "pessoas como eu"
Se tiver fotografias de pessoas no seu website, os Milénio serão os mais sensíveis à aparência dessas pessoas, especialmente quão velhas elas são. Se houver uma diferença (que às vezes pode ser pequena), poderão pensar que o site não é para eles.

As pessoas não vão perdendo atributos da sua geração à medida que forem envelhecendo
As diferenças entre gerações são profundas e marcadas desde a infância. Os Milénio não irão crescer para serem X, como os X não vão envelhecer para se tornarem Boomers.

Festival Eurovisão da Canção 2017

Desta vez é um comentário a posteriori , até porque assim se torna mais fácil fazer prognósticos. Comecemos pelo concurso interno portuguê...