sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Acessibilidade e Usabilidade Física

A acessibilidade e usabilidade Web só faz sentido se os utilizadores com necessidades específicas puderem fisicamente aceder e usar os computadores. Se por vezes é difícil, por questões monetárias, possuir em casa o equipamento necessário, será uma expectativa válida que, nas instituições públicas, esses equipamentos estejam disponíveis. No que concerne a estabelecimentos de ensino públicos, foi feito algum investimento nas escolas básicas e secundárias para acolherem estudantes com necessidades educativas especiais. Ao nível do ensino superior ainda há bastante trabalho a ser feito. No entanto, é um trabalho necessário já que não devem ser as condições de estudo a limitar de alguma forma a progressão académica deste tipo de estudantes.

Eu trabalho no Centro de Informática Prof. Correia de Araújo da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. No ano de 2010, eu e o meu colega R. T. tivemos a incumbência de montar um posto de computador para utilizadores com necessidades específicas. Começámos por falar com alguns representantes de material informático e logo chegámos à conclusão que não ia ser uma solução barata. Como o orçamento disponível não era muito, tentámos outra via... a do empréstimo. Ao nível central da Universidade do Porto, havia algum equipamento que podia ser cedido e que foi utilizado.

Eis a configuração final disponibilizada aos utilizadores.


Leitores de Ecrã
Destinam-se a converter em texto audível toda a informação apresentada no ecrã.
Amplificadores de Ecrã
Alguns destes programas fazem parte do sistema operativo e têm como função ampliarem os conteúdos do ecrã para que estes possam ser mais facilmente utilizados por pessoas com baixa visão. 
  • Virtual Magnifier
  • Magnifier
Teclado Virtual
Para aqueles utilizadores com dificuldades motoras, pode ser mais fácil utilizar um teclado virtual apresentado no ambiente de trabalho e que possa ser clicado com o rato. Este programa também faz parte do sistema operativo.
  • On-screen Keyboard
Rato Virtual Facial (sem uso de mãos)
Este projeto da Fundação Vodafone Espanha e da Fundação para a Integração de Incapacidades em Rede foi aparentemente descontinuado. No entanto, o programa disponível permite que o utilizador controle o rato com movimentos da cabeça.
Rato Adaptado (track ball)
Já comentei este rato. Este tipo de ratos pode ser utilizado por pessoas com mobilidade reduzida no braço mas que possam fazer movimentos com os dedos. Em teoria possuem uma posição de operação mais confortável do que os ratos normais e, para profissionais, pode ajudar a minimizar lesões provocadas por gestos repetitivos, na medida em que o braço e o punho não são necessários para operá-los.
Linha Braille
Este interface permite que um cego leia o conteúdo do ecrã em Braille.
Câmara Web
A câmara Web, para além de proporcionar o reconhecimento facial, pode ser utilizado por utilizadores surdos para se comunicarem com utilizadores remotos através de linguagem gestual.
Ainda existe um longo caminho a percorrer, mas os primeiros passos é que são importantes, na medida em que despertam consciências.

Sem comentários:

Festival Eurovisão da Canção 2018

Como é tradição, aqui vai a minha apreciação do Festival da Eurovisão deste ano. E o vencedor é... ...novamente Salvador Sobral! Sim. ...