segunda-feira, junho 21, 2010

José Saramago

Não posso deixar de comentar a morte do segundo Prémio Nobel português. Para lá de todas as polémicas, extinguiu-se um dos expoentes máximos da literatura portuguesa, reconhecido mundialmente.

Tive oportunidade de o ver pessoalmente na 76ª Feira do Livro do Porto, numa sessão de autógrafos, como comprova o meu post "Ensaio sobre a Cegueira".

Os calores daquele verão tórrido de 2006 fizeram-me escrever um post influenciado pelo estilo de escrita de José Saramago. Intitulei-o "Calor Saramagado".

Dei-me conta que deixei o livro "Ensaio sobre a Cegueira" a meio. Para além das palmas, das lágrimas, da bandeira a tapar o caixão, dos cravos e das frases proferidas no seu funeral, penso que a melhor homenagem que lhe podemos prestar é ler os seus livros.

Sem comentários:

Festival Eurovisão da Canção 2018

Como é tradição, aqui vai a minha apreciação do Festival da Eurovisão deste ano. E o vencedor é... ...novamente Salvador Sobral! Sim. ...