segunda-feira, dezembro 22, 2008

Cuning

Não comecem já a pensar coisas feias.

Passo já a explicar o que eu entendo como Cuning: é o tuning de casas. E nesta época natalícia é o que mais se vê por aí. Se calhar, quem começou verdadeiramente com o tuning de casas foi o Felipão (Luís Felipe Scolari), quando pediu que todos os portugueses colocassem uma bandeira portuguesa do lado de fora da janela. Hoje em dia, assistimos a uma competição silenciosa (às vezes) - mas luminosamente poluente - entre casas. Como no tuning, existe de tudo: desde o puro bom gosto até à vulgar "azeiteirice"... mas também - como no tuning - existe uma predominância pela segunda.

Este Cuning chega mesmo a atacar as Igrejas... ao ponto de me levar a pensar que a verba dedicada à iluminação podia ser canalizada para outro tipo de actividades altruistas.

1 comentário:

Filipe Silva disse...

E as ruas?

Mas o que eu acho ridículo é o manter o pai natal na janela/telhado, etc. durante os meses de verão (no hemisfério norte). E de um ano para o outro!

Festival Eurovisão da Canção 2018

Como é tradição, aqui vai a minha apreciação do Festival da Eurovisão deste ano. E o vencedor é... ...novamente Salvador Sobral! Sim. ...